Oferecer condições de reintegração à sociedade
e ao mercado de trabalho

TERRITÓRIO DE ATUAÇÃO

 

Valença é o segundo maior município em extensão territorial no Estado do Rio de Janeiro. Sua população que está na faixa dos 75 mil habitantes é localizada quase em sua totalidade na sede do município. Isto é um agravante, visto que há verdadeiros buracos demográficos e grandes extensões de terras mal utilizadas ou simplesmente abandonadas, o que deixa de gerar empregos, distribuição de rendas e de terras e provoca o êxodo rural para a cidade, favorecendo a marginalização, a favelização e a violência.  

A mudança nos padrões da economia e o fechamento das indústrias têxteis em Valença no início dos anos 90 tiveram uma grande influência na razão da ida destas pessoas para as ruas. A população local que era inserida no mercado formal de trabalho ficou desempregada. Durante os anos 70 e 80 poucas pessoas faziam da mendicância o seu ganha pão em Valença, mas todas tinham moradia.

O desemprego, porém, não é suficiente para explicar o porquê de tantas pessoas irem para as ruas. Por ser um público de perfil muito heterogêneo, é preciso considerar várias causas que levam uma pessoa a permanecer nesta situação.  A questão da pobreza é uma delas. Muitos saem de casa para ser uma boca a menos na família, ou para fugir do sentimento de fracasso por não conseguir emprego, deixando de ser o provedor da mesma. Existe também o problema do alcoolismo que atinge a população de rua quase em sua totalidade e cresce assustadoramente, assim como o aumento de jovens moradores de rua dependentes químicos, que procuram a Pastoral para tentar um tratamento em clínicas especializadas.  Existem ainda os casos de perdas, mortes, violência, abuso sexual, abandono e desvios mentais.

Através de um levantamento feito pela entidade, é possível identificar os seguintes perfis da população de rua hoje na cidade:

VALENÇA - RJ

POPULAÇÃO:
Cerca de 71.843 habitantes
[ IBGE 2010 ]

INDICADORES:
IDHM: 0,738 (15º lugar no Brasil)
[ PNUD 2010 ]
PIB: R$ 637.693,813 mil
[ IBGE-2008 ]
PIB per capita: R$ 8503,38
[ IBGE-2008 ]

IDOSOS

Abandonados pelas famílias. Alguns são beneficiários do INSS.

PORTADORES DE DOENÇAS MENTAIS OU DEPENDÊNCIA QUÍMICA

TRABALHADORES INFORMAIS

Catadores de recicláveis, carregadores de caminhão, barraqueiros, guardadores de carro - cuja renda mensal é inferior a um salário mínimo.

TRABALHADORES TEMPORÁRIOS

em sítios, fazendas e construção civil.

MIGRANTES

Andarilhos de outras cidades.

 

IMPACTO SOCIAL

O Projeto "Amigos da Rua" procura fazer com que a sociedade perceba que muito mais do que ser afetada pelo problema da mendicância, ela também é responsável pelo processo de mudança. O trabalho pastoral pretende mostrar que, ao oferecer condições para que a população de rua se reintegre à sociedade e ao mercado de trabalho, os benefícios alcançados refletem em toda a comunidade, com a redução de pedintes nas ruas e da desordem urbana, além de colaborar para que essas pessoas não se tornem usuários de drogas ou álcool, o que aumenta os números
de violência na cidade.

Pe. Edilson Medeiros de Barros
PÁROCO DA CATEDRAL DE N. SRª. DA GLÓRIA

É admirável o trabalho desenvolvido pela Pastoral do Povo de Rua no resgate da dignidade desses filhos e filhas de Deus. Sabemos, entretanto, que todos os esforços para a recuperação dessas vidas dilaceradas pelo modelo sócioeconômico e cultural de nosso tempo são ainda insuficientes, pois essa luta é renhida. Porém, nesta Pastoral, percebemos o quanto a bandeira da vida é hasteada e a solidariedade cristã vivenciada de modo autêntico e consolador.

A Pastoral do Povo de Rua é uma
das pastorais sociais da Paróquia
de N. Sra. da Glória.

SOBRE NÓS
LOCALIZAÇÃO

Casa de Acolhida Regina Lúcia Fonseca de Gomes

Pastoral do Povo de Rua • Valença • RJ
Praça Pe. Gomes Leal 365, sl. 5      
Centro • Valença • RJ • 27600-000      
tels.: (24) 2453 4626                         
e-mail:
contato@amigosdarua.org

  • Grey Flickr Icon
  • Grey Facebook Icon